domingo, 1 de setembro de 2013

Táticas para negociar um salário



Algumas pessoas que irão ler este artigo irão pensar que isto só acontece aos outros, porque tomara haver emprego quanto mais pedir aumentos, e tem a sua razão de ser, mas também temos de compreender e respeitar que existem pessoas com currículos, experiência e uma autoestima que lhes permite estar numa posição diferente de todos os outros.

Muitas empresas recrutam diretamente nos Centros de Emprego, e normalmente têm em mente um valor a pagar por mês por determinada vaga que desejam preencher. Em muitos casos estas empresas não conseguem encontrar pessoas porque estas auferem mais do subsídio de desemprego. Nestas alturas é necessário ter um pouco de perseverança, paciência e capacidade de negociação numa entrevista, você não se pode vender a qualquer preço mas também não pode desistir assim que lhe dizem quanto lhe podem pagar.

Quando estamos empregados e surge uma proposta de outra empresa a situação fica mais fácil, mas também é possível renegociar um valor imposto por uma empresa a um desempregado se este realmente conseguir argumentar para que tal aconteça.

Sugerimos algumas táticas que você pode usar para conseguir algo mais do que um valor proposto inicialmente numa negociação.

1) Seja paciente
Durante a entrevista ou reunião não force a discussão de valores, espere que a empresa ou recrutador dê o primeiro passo e lhe questione quais os valores que pretende receber. Nessa altura opte por dizer que está aberto a ouvir valores sejam eles quais forem.

2) Avalie a oferta de emprego
Nem todas as propostas são as melhores ou piores à primeira vista, concentre-se nos pormenores como comissões, deslocações para o emprego, refeições, progressão dentro da empresa, pagamento de horas extraordinárias e outros benefícios.

3) Considere uma contraproposta
Depois de receber uma proposta concreta com valores, peça para agendar uma reunião ou encontro para discussão de detalhes, nessa altura leve consigo um documento com uma contraproposta e apresente os seus argumentos.

4) Pesquise quanto você vale
Nos dias de hoje a internet e uma porta aberta para toda e qualquer tipo de informação, aproveite para se inteirar sobre quanto vale o seu currículo e experiência, assim como qual é o intervalo de valores pagos para a posição que pretende ocupar.

5) Leve tempo para decidir e para esperar
Não decida de um dia para o outro e não se precipite. Fale com os seus familiares, peça uma opinião. Se surgirem questões durante o seu tempo de reflexão não hesite em questioná-las por telefone ou email, é preferível do que depois sentir-se culpado por não ter esclarecido em tempo útil.

http://blog.ofertas-emprego.com
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos