sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Deixando o emprego, e agora?



Muitas vezes um ciclo profissional termina, seja por nossa decisão ou simplesmente porque fomos despedidos.

Muitas pessoas hoje vivem o drama de perder o seu local de trabalho, onde passaram largos anos e nos quais depositaram confiança para o futuro. Atualmente muitas empresas ditas grandes vivem enormes dificuldades, por falta de clientes e pelo baixo consumo das famílias devido à crise financeira.

Em situação também ela desconfortável estão aqueles que acabam por renunciar a um determinado emprego por inadaptação, promessas não cumpridas por parte do empregador, precariedade laboral ou outros motivos nada satisfatórios. Neste caso a situação pode complicar-se caso não tenha direito ao subsídio de desemprego, ficando a sua situação mais complicada.

Despedir-me, é esse o caminho que quero seguir?
Em qualquer decisão que tomamos nas nossas vidas, é fundamental ponderar bem os prós e os contras. Uma decisão de cabeça quente poderá não ser possível reverter, e aí, apesar de termos consciência que errámos, para o empregador poderá ter sido fatal. Converse com os seus familiares e amigos, conte o que se passa, explique os seus motivos, enumere os contras e chegue a uma conclusão da qual não se arrependerá.

Vítima de Lay-Off?
Muitas das empresas em Portugal e no Mundo recorreram ultimamente ao Lay-Off, que se designa por uma redução da carga horária de trabalho ou mesmo despedimento coletivo, por razões de saúde financeira ou redução de encomendas por exemplo. Nestas circunstâncias o trabalhador vê-se confrontado com vários cenários possíveis que são propostos durante uma negociação com a empresa, e é necessário estar preparado para qualquer dos cenários.

O trabalhador deve estar sempre alerta e atento aos sinais que são dados pela empresa e pelos colegas, de modo a que possa antecipar-se a este tipo de cenário o quanto antes. Seja perspicaz e tente saber de antemão quais os seus direitos e regalias numa situação de Lay-off da empresa.

Manter relações, criar novas e melhorar outras.
As relações profissionais são fundamentais nos dias de hoje para conseguir encontrar um emprego. Num país tão pequeno como o nosso essas relações acabam por ter um papel determinante e decisivo na altura de encontrar e agarrar uma oportunidade. Se tiver que deixar um emprego seja por que motivo for, empenhe-se em manter as melhores relações possíveis com os seus colegas, chefes ou patrões, de modo a deixar sempre uma porta aberta no futuro, seja em que circunstância for.

Esperança num futuro melhor.
Sabemos que nunca é fácil ficar desempregado, é difícil mas é necessário superar isso com autoestima e querer. Todos os dias lê-mos e ouvimos notícias de pessoas que vingaram, lutaram e conseguiram os seus objetivos. Acredite em si, no seu potencial, faça alguma coisa para atingir os seus fins, pois a esperança deve ser a última a morrer.


http://blog.ofertas-emprego.com
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos